sexta-feira, 11 de março de 2016

Uma canção

Minhas mãos apertavam o volante enquanto algumas lágrimas rolavam pelo meu rosto.
Minha mente rodava estranhamente e tudo parecia perdido. Era dolorido sentir a frustração de não ter alcançado meu objetivo. Cogitei a desistência, me mudar para outro país e mendigar esmolas no metro, mas nada disso aconteceu, porque enquanto o velocímetro disparava e meu coração explodia no peito, no rádio o Raul cantava.
Raul cantou lindamente e seu refrão ficou no ar.
Um suspiro derreteu o ódio que eu deferia contra minha a minha incompetência, então eu cantei. Cantei e cantei e cantei.

"Tente
E não diga que a vitória está perdida
Se é de batalhas que se vive a vida
Tente outra vez"

E as lágrimas, o ódio e a tristeza cessaram. 

5 comentários:

  1. Lindo demais!!! Nunca devemos desistir!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
  2. As vezes as frustrações ocorrem e são como freios, para seguirmos e/ou quem sabe em outra direção. Eu gosto muito das canções do Raul e são lindas mesmo e atravessam gerações. Um abraço e um lindo domingo.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom esse texto, parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. A música da um conforto 10...
    Amei o escrito, o teu blog, mereci ser seguido...

    http://delaverite.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Que texto maravilhoso, amei demais! Parabéns. E não se esqueça, não fuja de suas próprias frustrações, o futuro sempre nos aguarda com algo brilhante para nós. Um beijo ♡

    ResponderExcluir

Olá queridos! Não se esqueçam de deixar o link do seu blog para que eu posso lhe visitar também!
Obrigada por acessar o Identidade Aleatória!